Modelos de sites: 5 referências para 2018

Modelos de sites: 5 referências para 2018

Post Deixe um comentárioPostado em Web Design

O começo do ano é uma ótima época para rever as estratégias de marketing e vendas das empresas, e direcioná-las de acordo com os objetivos do ano. Pensando nisso, um dos pontos importantes de serem revistos é o design de websites.

As tendências de design web estão sempre mudando, como tudo no meio digital. Cores, fontes, modelos de layout e códigos estão em constante atualização como consequência das inovações tecnológicas e mudanças de comportamento da sociedade.

Diante disso, selecionamos algumas tendências de modelos de sites para você ficar de olho em 2018!

1) Sites com animações, GIF´s ou vídeos no fundo e tipografias grandes

Essa tendência surgiu em 2016 e vem ganhando força a cada ano, pois esses elementos proporcionam mais dinamismo ao layout, e em muitos casos ajudam a contar a história de forma mais simples e relevante – inclusive com interações. Combinado a isso, tipografias grandes com negrito e pouco texto ajudam a passar a mensagem de forma mais resumida.
É bom lembrar que os vídeos não devem ser muito pesados, e nem com volume de áudio alto. O ideal é que o áudio esteja mudo – o objetivo do vídeo nesse caso é totalmente visual.

Layout com vídeo no fundo
Usar animações em outros elementos do layout é interessante também, como em boxes com números ou pequenos banners.

Animação no layoutReferência: Manang Creative Template

2) Layouts coloridos e com texturas

Em muitos segmentos, é possível usar layouts coloridos e com texturas. Essa tendência começou com a moda e o design de interiores, mas já é aplicável a diferentes setores inclusive com gradientes e cores bem vibrantes que ajudam a fazer com que o seu website seja lembrado facilmente.

É importante observar que as cores selecionadas precisam ser relacionadas à identidade visual da sua marca, para que não haja uma sensação contrária.

Layouts coloridosReferência: Qust Pro Colorful Flat Portfolio

3) Ilustrações são bem-vindas!

O design flat (minimalista e com cores sólidas) tem sido muito usado há alguns anos, porém, ilustrações com mais detalhes e inclusive elementos animados em 3D e fotos têm voltado a aparecer.

Layouts com ilustraçõesReferência: Merry Christmas Theme

Um ponto interessante desse exemplo de Natal é que na versão para dispositivos móveis, a maior parte da ilustração foi retirada sem perder o contexto da página. E essa referência também tem um exemplo de animação como mencionado no item 1.

4) Flat design com profundidade

Já falamos aqui que o flat design tem dominado a web há alguns anos, e novos tipos de composição dando profundidade e um aspecto mais orgânico ao flat têm surgido.

Flat com profundidadeReferência: Design Culture / Créditos: Flyknit Lunar 1 & 3 Autor: Callum Notman

Layout de site flat com profundidade
Referência: Flat Logistic Template

5) Minimalismo

Layouts minimalistas estão na moda há alguns anos, pois ajudam a enfatizar os elementos e informações mais importantes do site, fazendo com que o usuário vá direto ao ponto para o que se deseja que ele faça. Essa é uma tendência forte inclusive para e-commerce ou sites que têm muito conteúdo, como blogs e portfolios.

Layout minimalista

Referência: Sobari Minimalist Theme

O benefício de fazer revisões e acompanhar as tendências é garantir que seu site esteja com um aspecto visual agradável e atualizado, além de aproveitar para fazer revisões de código, estrutura, conteúdo e SEO. Em outro artigo sobre reformulação de site, nós abordamos mais esse assunto.

É importante lembrar que seu site precisa ser responsivo (se adaptar bem a todos os dispositivos móveis), independente do tipo de layout escolhido.

As referências apresentadas são apenas idéias de modelos de sites, que podem ou não ter relação com o seu negócio – avalie bem antes de solicitar qualquer alteração ou executar alguma mudança.

O que você achou das idéias apresentadas? Diga nos comentários abaixo ou envie uma mensagem para nós!

Referências: Business2Community, Design Culture e Envato Market*

*As referências selecionadas foram extraídas do parceiro afiliado.

 

8 tendências de marketing digital para 2018

Post Deixe um comentárioPostado em Marketing digital

Fim de ano é sempre momento de planejar o que queremos para o ano que está por chegar. Pensando nisso, listamos as principais tendências de marketing digital para 2018. Confira e alavanque seus resultados no próximo ano!

1) Mídias sociais são cada vez mais importantes

Cada vez mais as empresas entendem a importância das mídias sociais: elas são fundamentais para o engajamento do consumidor e reconhecimento de marca, uma vez que elas romperam com a prática de mostrar ao público sempre a mesma coisa: hoje o cliente quer informações relevantes.

Por isso, o conteúdo precisa ter qualidade para alcançar esse objetivo e contribuir para o crescimento da rede.

2) Dispositivos móveis não são mais futuro, e sim presente

Os dispositivos móveis já representam 70% do tempo em que os usuários interagem com mídias digitais. A maior parte desse tempo é ocupada por aplicativos, e o Facebook lidera esse ranking.

Isso mostra que cada vez mais as empresas vão investir mais tempo e recursos em conteúdo para mobile. Esses conteúdos são mais simples de serem produzidos, porém exigem experiência e criatividade. Mas o resultado com certeza será mais engajamento para as marcas.

3) Inteligência artificial ganha mais presença

Cada vez mais a inteligência artificial (AI) está presente no marketing digital: mecanismos de buscas, algoritmos de redes sociais e plataformas de mídia já adotam essa tecnologia com o objetivo de reduzir custos e aumentar a assertividade em relação ao que os usuários querem ver. Como uma das tendências de marketing digital para 2018, AI deve ganhar mais força e presença.

Mais um uso para a inteligência artificial é no atendimento ao cliente: já existem ferramentas de bots que podem ser instaladas em websites ou em redes sociais e auxiliam o atendimento aos clientes de forma rápida e efetiva, direcionando previamente respostas ou um atendente após uma verificação inicial.

Bem configuradas, essas ferramentas melhoram a qualidade no atendimento, reduzem custos e aumentam a satisfação do cliente.

4) Conteúdos ricos são os maiores geradores de engajamento

Os conteúdos ricos incentivam a participação do usuário, pois ao agregar valor para eles, influenciam a interação. Eles podem ter diversos formatos: texto, imagem, áudio, vídeo ou outros mais. Pode ser um post em rede social, blog ou um e-mail marketing.

Não existe uma regra: o ideal é entender o que você pode oferecer para o seu cliente e quais os formatos que ele espera ou responde melhor.

5) Conteúdo criado por usuários

As redes sociais permitem que qualquer pessoa produza conteúdo – inclusive sobre marcas, empresas, produtos e serviços. Pesquisas mostram que 66% dos usuários confiam em recomendações de outras pessoas, e esse número é maior ainda se forem de pessoas conhecidas.

Por isso, estratégias sociais com conteúdo criado pelo usuário serão cada vez mais comuns. E é bom lembrar que é possível usar inclusive conteúdo produzido de forma orgânica e incentivar a produção desse tipo de conteúdo.

6) Marketing e tecnologia estão cada vez mais próximos

Cada vez mais marketing e tecnologia trabalham juntos: o número de ferramentas de automação para marketing e análise de dados aumenta a cada dia.

Grandes empresas têm investido na construção de times com profissionais de marketing e ciência de dados atuando de forma integrada.

Já existe até uma expressão para isso: martech. A boa notícia é que muitos desses recursos estão disponíveis também para pequenas empresas.

7) Instagram ganha cada vez mais espaço

O Instagram tem se consolidado como uma importante ferramenta de marketing, principalmente após o lançamento do Stories. Em 2017, a empresa anunciou que já tem 800 milhões de usuários ativos por mês.

Principalmente para estratégias nas áreas de alimentos, produtos, presentes, viagens, experiências e alguns serviços a ferramenta é a opção mais efetiva para social media marketing.

8) Diversificar é o segredo

Os serviços de e-mail tem melhorado a classificação e filtragem das mensagens, permitindo que os usuários selecionem melhor o que é realmente importante para eles.

Por conta disso, as estratégias de marketing precisam depender cada vez menos de e-mail e usar diversos canais: anúncios digitais, redes sociais e outras opções, inclusive off-line.

O que acha das principais tendências de marketing digital para 2018? Comente aqui, ou se tiver alguma dúvida, fale conosco!

Por que preciso de uma reformulação de site?

Post 1 ComentárioPostado em Web Design

Os avanços da tecnologia e a transformação digital fizeram com que muita coisa na construção e reformulação de sites mudasse nos últimos 10 anos.

Naquela época, um site precisava funcionar bem prioritariamente no computador, pois os dipositivos móveis não eram uma realidade na rotina das pessoas. Hoje, esse cenário mudou.

Um site precisa funcionar corretamente em qualquer dispositivo, e deve ser projetado para mobile de forma prioritária, pois são a maioria dos aparelhos que acessam a rede atualmente. Segundo o Comitê Gestor da Internet no Brasi, em 2015 o país passou a ter mais smartphones acessando a internet do que computadores.

Isso responde uma questão muito importante, principalmente de quem tem um site há pelo menos 5 anos: as atualizações tecnológicas, lançamentos de novos dispositivos e recursos além das tendências de design exigem que um site seja revisto pelo menos a cada um ou dois anos.

Não é necessário fazer uma reformulação de site completa, mas é importante fazer uma revisão para que seja detectado o que precisa ser atualizado, melhorado ou modificado.

Exemplos de mudanças tecnológicas

Segundo o site Searchengineland, o Google anunciou recentemente no evento SMX East que com o crescimento das buscas em dispositivos móveis e a redução nos computadores, foi necessário começar a trabalhar no motor de busca para que futuramente ele priorize os sites que funcionam bem em dispositivos móveis (responsivos).

Ainda não existe uma data para isso acontecer, mas com essa notícia é possível ter uma idéia da importância dessas revisões.

Outra mudança que ocorreu nos últimos anos foi o surgimento das técnicas para construção de sites responsivos. Um site construído com base nessas práticas é um site que se adapta a qualquer dispositivo, sem exigir que o mesmo seja duplicado ou que o usuário precise ampliá-lo para ver o conteúdo.

Isso trouxe melhorias para a gestão como um todo (atualização e revisão de site), além de diversos benefícios para os usuários: os sites passaram a ser mais leves, em uma versão só e mais fáceis de navegar.

Não hesite em buscar um profissional para lhe fornecer esse diagnóstico, e fique tranquilo com relação ao seu site.

Ficou com alguma dúvida? Utilize os comentários abaixo ou se preferir, envie uma mensagem!